Polícia ouve testemunhas do assassinato de líder comunitário em Barcarena


Duas pessoas foram ouvidas pela Polícia Civil como testemunhas no inquérito policial que investiga a morte de Paulo Sérgio Almeida Nascimento, de 47 anos, diretor de uma associação de indígenas e quilombolas que denunciava crimes ambientais em Barcarena, no nordeste do Pará. Outras seis testemunhas foram intimadas e ficaram de comparecer nos próximos dias.

Paulo Sérgio foi assassinado na madrugada de segunda-feira (12) na porta da casa onde morava. A vítima morava na casa junto com outra pessoa, que fugiu assustada logo depois do crime.

Este ano, um dos integrantes da associação procurou a Promotoria Militar pra dizer que as lideranças vinham sendo perseguidas por policiais e que as ameaças começaram depois de denúncias contra a Hydro.

No entanto, a assessoria de comunicação da Polícia Militar informou em nota que, até o momento, nenhuma denúncia referente ao caso do assassinato de Paulo Sérgio foi registrada na Corregedoria Geral da corporação.

“Essas ameaças já vinha e se intensificaram depois do embargo da Hydro. Há testemunhas que relatam que o veículo em que estavam os ocupantes que assassinaram o Paulo Sergio estava tendo cobertura de uma da Polícia Militar”, afirma o advogado Ismael Moraes.

Envie vídeos, fotos e sugestões de pauta para a redação do G1 Pará no (91) 98814-3326.

 

G1 - Nacional



diz:
ta na otima ta bom demais... mais recados Deixe seu recado!

Ótima FM - 90,3 Mhz | 95,5 MHZ

A rádio  |  Promoções  |  Programa Celso Portiolli  |  Notícias  |  Enquetes  |  Contato  |  Anuncie na Ótima FM
VALE DO PARAÍBA
(12)3522-5470
R. PINHEIRO DA SILVA, 260 – JARDIM BOA VISTA
12401-020 PINDAMONHANGABA - SP
SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
(12)3923-4509
R. SEBASTIÃO HUMEL, 171 – SL 2 - CENTRO
12210-200 SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - SP

ACOMPANHE A ÓTIMA NAS REDES SOCIAIS